terça-feira, dezembro 28, 2004

Banalidades obsessivas

Há coisas banais, que nenhuma importância têm para o sentido da vida. E, no entanto, são urgentes, inadiáveis e obsessivas. De repente reviram a nossa vida e tornam-se o centro de tudo.
Coisas que tomamos como certas e que não o são. Pensamos que poderemos sempre contar com elas e, de repente, vêmo-nos despojados de algo que se reveste de uma importância extrema.
Pois é, tenho a máquina da roupa avariada...

2 comentários:

tiago disse...

LOL! Este post ta mt engraçado! Gostei muito daquilo que li aqui ni seu blog! continue assim!

Portugal Decosta disse...

Ahahahahahah!
Boa!
Os teus textos sao um espanto!