quarta-feira, novembro 16, 2005

O João Bonzão

O meu filhote faz parte de uma nova geração de crianças que faz coisas nunca antes vistas, como "clicar" em todos os botões (nunca carrega, nem pressiona) e fazer "save" às páginas dos livros em vez de as marcar. É a geração dos meninos que sabe tudo e já viu tudo e, no entanto, é tremendamente sensivel.



Hoje, como sempre, ficou dentro do carro enquanto eu ia buscar a irmã à escola. Quando saí, passados 5 minutos, estava aflítissimo. Contou-me, com um ar muito infeliz, que, depois de eu ter entrado na escola, tinha de lá saído uma mãe com um filho "mais pequeno do que a Sofia. Ele estava a chorar imenso e quando chegou ao carro a mãe beteu-lhe muito, muito, muito."
Eu tinha visto a criança dentro da escola, a fazer uma birra tremenda porque queria acabar de ver um video e não se queria ir embora, enquanto que a mãe, com um ar visivelmente cansado e o irmão de 1 mês ao colo, o tentava arrastar dali para fora. Tentei explicar isto ao João, que a mãe devia estar cansada, que o menino estava a fazer uma birra sem razão e qua a mãe lhe devia ter batido por isto. Não devia ser novidade para ele. Eu defendo que uma palmada na hora certa resolve muita coisa e o João já levou várias.
Nessa altura o João começou a chorar. "Tu não viste mãe, não foi só uma palmada, foram mais de uma dúzia e depois agarrou nele e abanou-o."
Fiquei sem saber o que dizer. Perplexa com a enormidade da violência para com uma criança tão pequena e a sensibilidade do meu filhote, que chorava por aquele menino, que não conhecia de lado nenhum. Acabei por sair do carro, ir até ao lugar dele e abraça-lo até acalmar.
Não dei mais nenhuma explicação ao João. Não há explicações para isto. Garanti-lhe que o amava muito. Fiquei preocupada com aquela família e muito preocupada com o meu filho, com um coração demasiado grande para o mundo real.

8 comentários:

Mãezite disse...

Estou toda arrepiada!

Carina disse...

Como é possível... acredito que a mãe esteja cansada, mas q conte até dez ou assim, antes de fazer isso a uma criança pequena...

MH disse...

Nem posso crer! Estou sem palavras...

Costinhas disse...

Vim aqui dar pela denise, e realmente há comportamentos que não se entendem.

Um beijinho

Gotinha disse...

Vai lá dar mais uma abraço ao teu filhote que manda a Gotinha....

Sandra disse...

Acredito que a falata de paciência e de dormir nos tire do sério mas bater a uma criança pequena não pode ser desculpada à conta disso.

Tens uns filhotes lindos.
Vai lá dar mais uns miminhos ao teu filhote! Deviam haver muitos assim para que o mundo fosse melhor no futuro.
Beijinhos

LP disse...

Também vi aqui pela Denise e fiquei impressionada... que coisa estúpida!

Ana Abreu e Miguel disse...

É um doce o João! Ele tem razão em sentir-se revoltado com a situação! Só é pena haver poucos meninos como ele, porque se houvesse mais de certeza que tinhamos um futuro melhor... Dá-lhe uma beijoka muito grande por nós!