sexta-feira, maio 05, 2006

Fechar a porta

Hoje estou cheia de inveja daquelas profissões em que se chega ao fim do dia, se fecha a porta e não se traz trabalho para casa. Talvez seja por ser final de dia, final de semana e quase final de período. Talvez seja porque foi uma semana cansativa num ano cansativo e apetecia-me chegar a casa, fechar a porta e não pensar mais no assunto até Segunda-feira.
A verdade é que não consigo, nenhum professor digno desse nome consegue. E não é uma questão de organização. No meio do caos que, regra geral, rege a minha vida, tenho tudo da escola em ordem. As planificações diárias estão feitas, até ao final do ano. Os materiais estão organizados, as estratégias estão pensadas. E repensadas...
Mas não dá para fechar a porta, a cabeça está sempre lá. Há sempre "este ou aquele aluno que nos preocupa", "razões para certos comportamentos" e "o que mais podemos fazer para este aluno aprender"... E também: "onde raios estou eu a falhar?"
Esta última é a minha principal obsessão, aquela que me acorda a meio da noite e que acaba por me encher o cérebro enquanto se desenrola o quotidiano. É que não tenho dúvidas que falho, porque a turma, cheia de meninos espertos e vivos não está como devia. Ou como eu acho que devia.
No meio disto tudo falta-me a minha amiga A., mestre, colega e parceira dos momentos turbulentos. Nos anos em que trabalhei com ela as dúvidas encontravam resposta ou pelo menos eco e sentia que não lutava sozinha. Talvez um dia voltemos a trabalhar juntas...
Para já vou tentar fechar a porta um bocadinho, para ver se a minha cabeça descansa e se Segunda volto mais fresca.

6 comentários:

titia disse...

Acho que a nível profissional (e não só) somos muito parecidas!!!!É difícil fechar a porta !!! Nem imaginas a falta que me fazes no meu dia a dia na escola!!!

Mamaíta disse...

Pois como seria fácil, se a vida fosse uma casa, com várias divisoes independentes. E pudessemos simplesmente passar de uma divisao para a outra e deixar a porta da anterior fechada e abrir a actual. Quando saimos do trabalho fechávamos uma divisao, e abriamos a da vida particular. Noutra deixavamos os problemas e as tristezas, e fechávamos novamente a porta.
E podessemos apenas permanecer na divisao das alegrias. Isso sim era uma maravilha!!! Nao achas?

Vodka e Valium 10 disse...

É nessa altura que eu penso que como foi bom deixar a educação de lado e dedicar-me exclusivamente à literatura :) O trabalho está sempre em casa... ou na biblioteca.

ChiCa disse...

Ora bem...trabalhando eu num Lar de crianças e jovens "fechar a porta" é algo que tento todos os dias e não consigo NUNCA! Já desisti de continuar a tentar...

Bom trabalho senhora professora

Bjs

Anabelacps disse...

Elora, porque não entras em contacto com a tua amiga A, trocam umas ideias? Às vezes, partilhar os problemas é o sufuciente...

DIV de divertida disse...

Que tal no final do dia tirares um cadinho pra ti?
Na esplanada com o últimos raios de sol, uma água natural e um livro que prenda...
nada melhor!