sexta-feira, fevereiro 15, 2008

Dias Não

Depois há dias assim, em que as nuvens se instalam no espírito em vez de o fazerem no céu, o ar se torna pesado e nos oprime e se torna impossível respirar. Dias turvos, lentos, em que se vê o dia a passar por detrás de uma cortina líquida que teima em tapar-nos a vista sem cair e libertar as mágoas. Dias em que temos a certeza que o amanhã vai ser melhor, só porque pior não parece possível. Dias sozinhos. Deve ser do tempo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Então mana...o que é isso?
bjs
Teresa

BlueAngel disse...

Então???? Não gosto de ver assim!!! Amanhã passa, prometo!!! beijocas larocas com amizade