quinta-feira, maio 01, 2008

Odeio Novelas

Odeio novelas. Odeio intensamente, com aquele ódio profundo que nos faz estremecer o corpo, respirar em golfadas e vibrar as narinas. Só assim vale a pena odiar, aliás, só vale a pena sentir com intensidade. Os sentimentos, ao contrário da água do banho, querem-se gélidos ou a escaldar, para rebentar com a indiferença.
Mas voltando às novelas, odeio os amores impossíveis, que seriam tão fáceis de resolver se os personagens tivessem um bocadinho de espinha dorsal. Odeio os dilemas morais que são na maioria das vezes tão cretinos que só nos dão vontade de rir. Odeio que os poucos personagens com espinha dorsal, os que decidem coisas e tomam atitudes, optem sempre por caminhos parvos, que tornam ridículo o sacrifício penoso por eles escolhidos. Odeio a forma como todos os personagens são sempre tomados por sentimentos extremos que lhes impossibilitam a lógica e lhes adormecem a capacidade de pensar. Odeio a importância desajustada que é dada aos sentimentos extremos, não estou a dizer que não são importantes, mas também não controlam as pessoas da forma que aparecem nas novelas.
Dizia Campos que todas as cartas de amor são ridículas. As novelas também.

5 comentários:

Sonya disse...

Mas não serão as novelas um espelho, folclorizado, das nossas vidas?!
(only a thought)

Fábio disse...

Não sou contra novelas, apenas não as assisto. Nem saberia dizer se tudo é realmente como você diz ser, mas é de se esperar uma idealização forte da mídia no sentido do consumismo e alienação, acho.
Mas te apóio na intensidade, o que vale é ser excêntrico, longe do centro, do medíocre!

Summer disse...

Mmm... alguns exemplos práticos a coisa dáva jeito apra iletrados em novelas assim como eu. Ou seja... tipo ?

Joe disse...

não...

Comércios disse...

Pode até parecer um espelho. Mas não é. Ou uma foto com montagens especiais. Mas o conteúdo como diz o meu amigo, é que infiltra na mente das pessoas, achando que a vida assim. Na verdade ninguém t´[a afim de ensinar como VIVER DE VERDADE. Nem as igrejas tão querendo. O PIOR é que as crianças, como suas mães praticamente todas, são viciadas em novela, a criança cresce, ACHANDO que a vida é desse jeito. Que decepção para nós humanos. A violencia cresceu, e o numero de novelas também. Onde vamos parar. Por favor, expludam as torres das emissoras que enviam NOVELAS para a casa dos outros. Se não existisse novela, as pessoas seriam mais inteligentes. Enfim é assunto que não acaba mais e para finalizar, deixo os meus PÉSAMES para quem assisti novela e tudo de bom para quem procura ser melhor a cada dia, não ficar esperando o próximo capítulo. Faça você o seu capítulo, da sua vida, única e exclusiva. Boa Sorte!