domingo, julho 08, 2007

Silêncio

A casa está deserta. Foi um filho para cada avó. É bom para eles e para elas. Permite-lhes ter praia enquanto os pais trabalham e estreitar laços. Permite-lhes contactar realidades diferentes. A nós, permite-nos ter espaço para a relação e sossego.
E agora o que é que eu faço com tanto silêncio e com buracos dentro de mim?

8 comentários:

Vanadis disse...

Dá tempo e espaço à relação e ao sossego. :-)

Elora disse...

Eu dou, Vanadis, eu dou...mas com a alma esburacada.

Mamaíta disse...

E o pior é que desconfio que só vais conseguir tapar/fechar esses buracos, quando os vires entrar novamente pela porta de casa ;)

Beijinhos :)

Anónimo disse...

DE facto é estranho como é tão difícil lidar com o silêncio, principalmente quando ele é sinónimo de ausência daqueles que amamos.
Está visto que também és uma mãe-galinha!
Carla

vitor disse...

Ando numa onda Metallica.

Achei que devias ouvir/ver isto:

http://youtube.com/watch?v=JgiGrXpOhYg

deKruella disse...

Eu ainda não padeço desse "mal" mas receio que também lá chegarei! É a vida!

Elora disse...

Mamaíta: acho que tens razão.


Carla: Sou pois!

Vítor: Estou a fazê-lo. Também acho que nada mais importa.


Kruella: É um mal que sabe bem, quando os volto a ver.

Mel e Lily disse...

Então escuta o que o silêncio diz
E aproveita para tapar alguns buracos.

Xeru =*